quarta-feira, 15 de março de 2017

O projeto McLaren-Honda ainda tem solução?

Mais uma temporada está chegando e mais uma vez tudo indica que o plano de fazer o projeto McLaren-Honda ter sucesso está indo por água abaixo.

Quando a Honda retomou sua parceria com a McLaren em 2015, todos sabiam que haveria sim um tempo de adaptação e que as coisas não seriam fáceis no começo. Bom, mas esse começo já passou faz tempo e desde então a McLaren sofre com um carro pouco confiável, andando do meio do pelotão para trás, marcando poucos pontos e vivenciando tudo aquilo que uma equipe histórica como a McLaren não gostaria nem mereceria viver.

Mas será que existe um grande culpado pelos problemas que apavoram o time de Woking há dois anos?
É o que tentaremos descobrir nesse post!


Fernando Alonso mostrou dificuldades em manter um ritmo forte nos testes em Barcelona.


O chassi da McLaren é bom? 


Historicamente a McLaren quase sempre fez bons chassis e raramente se vê uma quebra em seus carros por conta disso. Além disso, aerodinamicamente falando, as linhas de construção das McLaren sempre foram bem feitas e isso sempre ajudou a equipe ir um pouco menos mal quando o motor não ajudava, vide 1993 e 2004. 
Bom, mas isso não quer dizer que o carro tem um ótimo chassi e uma ótima aerodinâmica, não creio que a McLaren seja a equipe que melhor tenha um desenvolvimento de chassi e aerodinâmica, especialista nisso é o pessoal da Red Bull. 
Talvez seria correto dizer que nesse quesito, o MCL32 é tão bom quanto uma Williams.

''Rodamos pouco nos testes por conta de problemas'' ''Todos estão prontos para Melbourne menos nós'', Frases de Fernando Alonso sobre a McLaren na pré temporada. 


E aonde está o problema então?

Obviamente que você deve estar pensando que eu vou falar ''tudo culpa da Honda'', bem, não é bem assim.
O pessoal de Woking também não está mandando assim tão bem na hora de fazer sua parte, não é nada excepcional o trabalho deles, eu diria em uma frase popular que: ''eles não estão fazendo mais do que a obrigação''.
E a Honda?
Os japoneses sim, não estão fazendo nem sua obrigação de entregar um motor que tenha uma equivalência de potencia com os Renaults, Ferraris e Mercedes. É notável que a velocidade final e a recuperação de velocidade das McLaren são mais lentos.
Mas o problema não está somente no Speed Trap ou no torque, e sim também na confiabilidade, que muitas vezes deixa a desejar.
Ou seja: a culpa do projeto McLaren-Honda ainda não tem dado certo vem de ambas as partes!

Alonso e Vandoorne que vão ''pagar o pato'' na prática por esse projeto que não embala.


Aonde estaria a solução:

A solução mais rápida e para o pessoal de Woking seria abandonar o projeto e voltar a usar motores Mercedes por exemplo. Bom, mas isso é uma resposta muito rasa e a curto prazo não aconteceria nunca. 
Talvez o que deve ser pensado de forma geral para o conjunto da McLaren-Honda seria repensar os conceitos de criação se baseando em projetos que estão dando certo.
Dinheiro não falta, de ambas as partes e por isso digo: Quem sabe se a Honda fizesse um trabalho mais ''feijão com arroz'' na unidade de potencia ao invés de tentar criar novos conceitos as coisas não estariam melhores? 

O MCL32 só volta às pistas em Melbourne, daqui há uma semana e meia.


A temporada 2017 está para começar, veremos aonde a McLaren pode chegar!