segunda-feira, 11 de maio de 2015

As maiores Loucuras aerodinâmicas da história! (parte 1)

Todos querem evoluir,todos querem inovar,fazer diferente,mas nem sempre dá certo,as vezes fica horrível,como vou mostrar a vocês estes 10 casos:

                               
                                           


                                                                       
Ensign N179 de 1979 tinha uma parte dianteira parecida a um "ralador de legumes" 





Eifelland type 21,de 1972,além de ter um bico alto horrível tinha um "poste" na frente da cara do piloto,os projetistas diziam que era para cortar a passagem de ar no meio do carro.




30 anos depois a Jordan testou isto novamente,mas a FIA baniu,claro,os motivos eram os mesmos



A Arrows testou em Mónaco um bico na frente,era outra coisa para dragar vento,a visão ficou difícil de ver,ficou horrível,e a FIA baniu.




Em 1971,as asas dianteiras começaram a ser desenvolvidas.e ideias,a March teve uma ideia de por uma asa alta,num chassi que era de 1968,e naturalmente nem tinha asas,daí colocaram uma chapa alta,que ficou horrível,a ideia não foi seguida anos depois.




Quando a cabeça de projetistas se abriram para asas,Bruce Mclaren & cia construíram esta asa enorme de baixo arrasto,que até deu uma vitória para o time inglês,mas já no ano seguinte o conceito foi abolido.



   
Em 1978 a Brabham como todos queriam dragar ar com os carros asas,mas eles fizeram mais,um ''ventilador'',para dragar o máximo de ar possível,não deu certo,como todas as maluquices e foi logo abolido.




Em 2014 a regra de motores e bicos foi mudada,e a Lotus então para ter um bico baixo como os outros,e tiveram uma ideia diferente dos demais,um "bico de morsa" e não foi um bom pacote aerodinamico,foi um dos piores anos do time,não só por causa disso,mais por causa do ruim motor Renault.



Em 2008,as mini asas se espalharam por todos os times,a Honda também,mas teve uma ideia pior,um bico acima do bico,mas este e todos os outros "pendurados" aerodinâmicos foram banidos



A Tyrrel de 1997 teve ideias nada bonitas e eficientes,além de ter no bico dianteiro um "bigode" feio,e uma asa diferente ao lado do Cockpit,como todos estas parafernálias,não deu certo.