sexta-feira, 29 de maio de 2015

Os 10 melhores pilotos da História da Fórmula 1(Minha opinião)

Sei que causei muita controvérsia já quando escrevi sobre os 10 carros mais bonitos da F1 e as 10 melhores desições de títulos,mas agora isso vai dar muito mais polemicas,pois vou citar os 10 melhores pilotos da história da Fórmula 1,que é uma das coisas mais contraditórias da história quando você ler isto,e não concordar,não se ofenda,comente o dê tua opinião sobre,então esta dado a largada,vamos começar!

                                                         
 
Meus critérios são as estatísticas e o desempenho notável em pista,não vou contar com pilotos em atividade ainda,pois alguns acho que entrariam,mas ainda tem algo a mostrar:



                                                                10° lugar:Nelson Piquet


                                                                                    
Muitos vão pensar que ele nem deveria estar no top 10,outros acham que ele merecia mais,para não dar essas confusões coloco o Brasileiro  em 10°,vou te explicar,Nelson era bom com os carros dentro e fora das pistas mais que os outros,criou muitas tecnologias nos carros além de ser um piloto de muito ritmo de prova e frieza,mas as vezes perdia o controle emocional,sendo isso uma falha.
    Nelson estreou em 1978,não fez uma temporada completa,entre 1979 e 1985 ficou na Brabham e foi campeão em 1981,1983,nesse tempo ganhando 11 corridas,em 1986 e 1987 foi piloto da Williams,em 1986 venceu logo na estreia,mas após uma batalha com Nigel Mansell foi vice campeão,porém em 1987 com a sorte ao seu lado e azar do Mansell foi campeão,em 1988 foi piloto da Lotus,mas não deu muito certo,entre 1989 e 1991 foi piloto da Benetton,venceu 3 vezes e encerrou a carreira após isso. 

Títulos:3

Vitórias: 23
Polepositions: 24
Voltas mais rápidas: 23
Pódios: 60
GPs disputados: 208

9°:Jack Brabham
O 10° dessa lista é muito fã dele,o australiano Jack Brabham,que estreou no GP da Inglaterra de 1955,mas só veio fazer uma temporada completa em 1958,já mostrando um forte desempenho,então em 1959 venceu logo na estreia em Mônaco e depois o GP da Inglaterra,fez pódios em mais 3 corridas e foi o campeão,no ano seguinte seu Cooper rendeu-lhe mais um título,desta vez de maneira absoluta com 4 vitórias na temporada,depois criaria sua própria equipe uma tal de  Brabham Racing ,após  2 títulos,seus próximos 4 anos foram de seca,sem vitórias e brigas por título,mas sempre evoluindo seu carro,até que em 1966 deu tudo certo,foi campeão com seu próprio carro,após isso venceu mais 3 corridas e aposentou-se em 1970.



Títulos: 3

Vitórias: 14
Polepositions:  13
Voltas mais rápidas: 12
Pódios:  31
GPs disputados: 128


8°:Jack Stewart

                                                                                 
O escocês Jack Stewart correu na F1 entre 1965 e 1973,impressionou desde o início vencendo uma corrida  logo na 1° temporada com uma Owen,fez pódios em mais quatro pódios e com isso o então estreante de 26 anos conquistasse o 3° lugar no campeonato logo de cara,porém seus próximos 2 anos não foram tão bons,em 1966,apesar de ter vencido na estreia da temporada,seu desempenho caiu e ele ficou só com o 7° lugar no mundial,em 1967 fez dois pódios,mas abandonou muito e ficou em 9° no campeonato,em 1968 transferiu-se para a equipe Matra e foi vice-campeão,vencendo 3 corridas na temporada,mas não tendo um carro tão bom como Graham Hill,campeão daquela temporada,em 1969 a glória chegaria após uma impecável temporada de 6 vitórias e um título com uma margem grande,em 1970,mudou de novo,foi para a Tyrrel fez 2 pódios e venceu uma vez,mas quebrou muito e ficou em 5° no campeonato,em em 1971,a sorte voltaria e ele,tornou-se bi-campeão com 5 vitórias na temporada,em 1972 brigou pelo título com Emerson Fittipaldi,mas foi o vice campeão,em 1973 a sorte voltou a ele venceu o campeonato com 5 vitórias e entrou numa lista rara,a dos tri-campeões,porém após isso resolver sair da Fórmula 1 dizendo que a segurança não estava boa e que já tinha conquistado o que queria.


Títulos: 3

Vitórias: 27
Polepositions: 17
Voltas mais rápidas: 15
Pódios: 43
GPs disputados: 100

7° lugar:Alberto Ascari


O italiano Alberto Ascari foi campeão de 1952 e 1953,estreou na Fórmula 1 onde já marcou um pódio no GP de Mônaco de 1950,naquela temporada fez mais um pódio,na Itália com um 2° lugar,terminou em 5° no campeonato,em 1951 venceu 2 vezes com sua Ferrari,mas foi vice-campeão,em 1952 a Ferrari veio com tudo e Ascari levou o campeonato vencendo 6 das 7 corridas do campeonato,sendo campeão com antecedência,em 1953 venceu fácil o campeonato novamente com 5 vitórias na temporada,só não venceu as 2 vezes que quebrou,porém em 1954 o casamento com a Ferrari acabou,fez provas pela Maserati e não completou e nem completaria mais nenhuma na carreira,pois em 1955 onde correu pela escuderia Lancia quebrou nas 2 primeiras provas do ano,então depois disso uma tragédia aconteceu,enquanto testava em Monza um carro esportivo da Ferrari,bateu na curva 5 e meio que  misteriosamente morreu na hora,hoje a curva é uma variante e recebeu um nome em homenagem a ele a ''Variante Ascari".

  Títulos:2


Vitórias: 13
Polepositions: 14
Voltas mais rápidas: 12
Pódios: 17
GPs disputados: 33




6° Lugar:Niki Lauda:


O Austríaco Niki Lauda tem uma das mais intrigantes histórias da história da Fórmula 1,que até já virou filme,ele estreou na Fórmula 1 em 1971,no GP da Áustria,ingressou em uma temporada completa mo ano seguinte,mas se quer pontuou,no ano seguinte fez  2 pontos e um 17° lugar no campeonato,em 1974 venceu 2 vezes e foi o 4° no campeonato,em 1975 mostrou todo seu talento num carro sólido e foi campeão com 5 vitórias,em 1976 tudo parecia ocorrer bem,um campeonato nas mãos de Lauda,até que no GP da Alemanha,sofreu um acidente que repercute no mundo da F1 até hoje,seu carro ficou em chamas e queimou ele também,isso deformou seu rosto,e deixa sequelas até hoje no rosto,após 2 corridas ausente,voltou ficou em 4° na Itália,ainda fez um pódio nos Estados Unidos,mas com todo esse tempo perdido,mesmo com esforço,não conteve o avenço de James Hunt no campeonato e foi vice-campeão,após  isso em 1977 voltou com força,e foi campeão,com 3 vitórias na temporada,em 1978 e 1979 ficou na Brabham,onde venceu uma corrida,e fez mais 3 pódios,porém em 1979,vendo que o carro estava horrível,saiu no meio da temporada,só voltando em 1982,pela McLaren,onde ficou até o fim da carreira vencendo uma vez em 1982 e sendo o 5° no campeonato,em 1983 não tão bem por causa do carro,mas em 1984,teve uma batalha particular com seu companheiro de equipe Alain Prost,vencendo o campeonato com apenas 0,5 ponto de diferença,em 1985 venceu na Holanda e ficou em 10° no campeonato devido as quebras,após isso se aposentou.

   Títulos: 3


Vitórias: 25
Polepositions: 24
Voltas mais rápidas: 24
Pódios: 52
GPs disputados: 177

5° lugar:Alain Prost


O Frances Alain Prost teve uma das mais famosas e polemicas carreiras da Fórmula 1,ele estreou em 1980,fazendo uma temporada sólida para um estreante,marcando pontos em 4 corridas e ficando em 16° no campeonato com o fraco McLaren daquela temporada,entre 1981 e 1983 ficou na sua compatriota equipe Renault,onde venceu sua 1° corrida em casa,GP da França 1981 e mais 2 naquele ano,ficando em 5° no campeonato,em 1982 parecia ser um dos favoritos,pois venceu as 2 primeiras,mas quebrou muito e foi o 4° na temporada,em 1983 foi vice-campeão com 4 vitórias na temporada,e perdendo na última corrida o título para Nelson Piquet,em 1984 voltou para Mclaren,foi vice-campeão por um detalhe,quando venceu em Mônaco,a corrida foi encerrada na metade e ele ganhou 4.5 pontos,por isso faltou-lhe meio ponto ao fim do campeonato,mas em 1985 e 1986 foi campeão,com supremacia em 1985 após 5 vitórias e com uma pitada de sorte em 1986 com 4 vitórias,em 1987,venceu na estreia,mas o desempenho caiu e ele foi o 4° na temporada,em 1988 com um super carro,mas com um duro companheiro de equipe,Prost não foi capaz de segurar Ayrton Senna e amargou um vice campeonato,em 1989 os nervos iriam à flor da pele,novamente a batalha se travou e no fim disso Prost e Senna se bateram,de como Prost tinha mais pontos até então,foi o campeão,em 1990 e 1991 foi para Ferrari,em 1990 o carro era bom,foi vice-campeão,após novamente no Japão bater em Senna,em 1991 a Ferrari veio com uma ''carroça'' e Prost amargou um ano ruim,tanto que abandonou a Fórmula 1 após isso,mas em 1993 voltou com a Williams e com um super carro ficou fácil vencer o campeonato com 8 vitórias na temporada,após isso saiu das corridas,mesmo tendo testado carros e ter abrido sua equipe em 1997.


Títulos: 4

Vitórias: 51
Polepositions: 24
Voltas mais rápidas: 33
Pódios: 106
GPs disputados: 202

4°:Jim Clark



O Britânico Jim Clark estreou na  temporada de 1960,e das 5 corridas restantes daquela temporada,pontou em 3,dois 5° lugares em SPA e em Reims e já na sua terceira corrida foi ao pódio,com um terceiro lugar no grande prêmio de Portugal,Na temporada seguinte,pelo seu ótimo desempenho,foi contratado por uma temporada inteira,os resultados se mantiveram,fazendo,dois pódios ,um terceiro lugar na frança e holanda,ainda naquela temporada,em Monza, se envolveu num acidente com Wolfgang von Trips,onde resultaria na morte do piloto alemão e de alguns expectadores,Clark,levou mágoas e pesadelos daquele acidente terrível,na temporada seguinte, a Lotus que se ascendia mais,e seu talento também levaram ele ao vice campeonato,perdendo para Graham Hill,já na temporada seguinte seria implacável,completou todas as provas,todas nos pontos,venceu 7 corridas e fez pódios em 9 das 10 corridas da temporada,em 1964,seu rendimento caíra,mas ele conseguiu vencer 3 vezes e ser o 3° no campeonato,em 1965 seria implacável novamente,vencera 6 corridas,todas de forma seguida e conquistou seu segundo e último campeonato,Jack Brabham dominaria a temporada e não daria chances para o bicampeão,que vencera uma vez naquele ano,em 1967,com a chegada de Hill na equipe a concorrência,ficou grande,e Jim só conseguiu um terceiro lugar no campeonato,vencendo 3 provas,em 1968,o caro prometia ser muito mais rápido e dominar a temporada,foi o que Clark mostrou na primeira prova do ano,vencendo de maneira absoluta com dobradinha de Clark e Hill,muito a frente dos outros,mas o que parecia ser uma temporada fácil para Clark,se transformou me uma tragédia,antes do fim de semana do Gp da Alemanha,Clark resolveu participar do uma prova de Fórmula 2,mas chovia muito,e a pista da floresta era muito perigosa,e isso fez com que o carro de Clark,perdesse o controle,batesse em árvores e fizesse com que ele morrese na hora,naquela temporada Hill ganharia com folga,pois o carro muito superior,mesmo destino do filho dele que 26 anos depois também viria o seu companheiro compeão morrer.Jim ainda ganhou as 500 milhas de Indianapolis,e quebrando recordes em sua época,não será esquecido muito fácil na memória dos esportes a motor.

Títulos: 2

Vitórias: 25
Polepositions: 23
Voltas mais rápidas: 28
Pódios: 32
GPs disputados: 73

3°: Juan Manuel Fangio


O argentino Juan Manuel Fangio fez história no mundo do automobilismo em seu tempo e até joje como um dos melhores,porém talvez seus fatos sejam um pouco desconhecidos, ele estreou no GP da Inglaterra de 1950,juntamente com a F1 em sí,já era piloto famoso na época e com experiencia das corridas pré-guerra,por isso a concorrência era forte e em 1950,venceu 3 vezes e foi o 2° no campeonato,em 1952 venceu 3 vezes novamente,mas dessa vez,mas dessa vez foi o campeão,em 1952 não participou,voltou em 1953,foi vice campeão com uma vitória,em 1954 transferiu-de para Mercedes,e com um ótimo carro,foi campeão novamente,assim como no ano seguinte,essa passagem pela Mercedes deu-lhe também 9 vitórias,em 1956 foi para Maserati,onde novamente foi campeão e em 1957 sua consagração foi fixada com mais um título,após tudo isso,em 1958 resolveu se retirar por que sentia que estava cansado e as corridas tinham pouca segurança.

 Títulos: 5

Vitórias: 24
Polepositions: 29
Voltas mais rápidas: 23
Pódios: 35
GPs disputados: 52

2° Lugar:Ayton Senna

Apesar de ser aquele piloto que mais admiro num contexto geral,não vou dar a ele o 1° lugar pois tenho que contar o desempenho na pista e resultados,fiquei muito na dúvida dessa posição,mas optei por isso,compare e veja a carreira dele:

O brasileiro Ayrton Senna estreou na Fórmula 1 em 1984 e já impressionou após 3 pódios na temporada,entre 1985 e 1987 ficou na Lotus,onde venceu sua 1° corrida da carreira,e teve seus lampejos em disputas de título,nesse tempo venceu 6 corridas,entre 1988 e 1993 ficou na McLaren,onde foi campeão logo em 1998,e logo após em 1989 teve um controvérsio 2° lugar no campeonato onde ele e Prost colidiram em Suzuka,em 1990 novamente o título foi decidido em batida,desta vez Senna se deu bem,em 1992 e 1993 a McLaren ficou a sobra das Williams,mas Senna sempre brigava pro vitórias com seu talento além do carro,em 1992 sofreu com o carro e foi 4° no campeonato,mas em 1993,já um pouco recuperado,venceu 5 vezes na temporada,fez uma de suas melhores performances ao vencer corriadas de maneira espetacular,nesse tempo Senna já era considerado o melhor de sua época,porám em 1994 vendo uma McLaren cada vez mais fraca e uma busca por títulos,foi para Willimas onde parecia ter uma grande temporada,fez 3 poles,mas não compltou as corridas que disputou,pois após uma quebra no Brasil,na outra corrida uma batida na largada,e sua trágica morte no GP de San Marino 1994,seu sonho terminou muito cedo,porem seu legado ficou eterno,fora e dentro das pistas.

Títulos: 3

Vitórias: 41
Polepositions: 65
Voltas mais rápidas: 19
Pódios: 80
GPs disputados: 162


1° lugar:Michael Schumacher

Bem,agora sim que vai começar as discórdias,pois coloco o alemão Michael Schumacher em 1°,bem vejamos a carreira dele:
O alemão estreou no GP da Bélgica de 1991 na Jordan, naquele mesmo ano foi para Benneton,onde fez bons pontos,em 1992 fixou sua vaga e ganhou o GP da Bélgica,fazendo mais 7 pódios e ficando com a 3° posição ao fim do campeonato,em 1993 venceu novamente,em Portugal e foi o 4° no campeonato,em 1994 foi campeão após uma temporada marcada for tragédias e controvérsias,inclusive pelo seu título,onde numa colisão com Damon Hill,foi campeão pois Hill também abandonou,em 1995 ganhou desta vez de maneira mais clara,com 9 vitórias na temporada,em 1996 transferiu-se para Ferrari e até 1999 brigou por título,sendo Vice em 1998 e nesse tempo vencendo 15 corridas,mas após isso entre 2000 e 2004 venceu todos os campeonatos nesse tempo além de 50 vitórias nesse tempo,uma média de 10 por temporada,em 2005 sofreu com uma Ferrari Ruim e ficou em 3° no campeonato,em 2006 já sem muito a fazer venceu mesmo assim 7 corridas e foi o Vice-campeão,depois saiu das corridas,voltou entre 2010 e 2012,pela Mercedes,mas só conquistou um pódio,mas mesmo assim tendo números e momentos que fazem dele o melhor em minha opinião.

Títulos: 7

Vitórias: 91
Polepositions: 68
Voltas mais rápidas: 77
Pódios: 155
GPs disputados: 308




quinta-feira, 28 de maio de 2015

Avus,o mais colossal e perigoso autódromo da história


Carros na chicane do circuito em 1959
O Circuito de Avus(Automobil Verkehrs und Übungs-Strasse) era um autódromo localizado na cidade de Berlim,Alemanha,fundado na época nazista como forma de propaganda da força do poder de Hitler,Avus  era o circuito mais rápido do mundo pois tinha 19 KM sendo cada reta com 9 KM, e duas curvas inclinadas,apesar de tudo isso era muito perigoso,símbolo também da dominação das Mercedes nos anos 1930,vários recordes de velocidade foram quebrados lá,em 1959 recebeu o primeiro e único GP de Fórmula 1,apesar de já ter sido palco de várias provas não oficiais,Nos anos 1960,com o aumento das velocidades dos carros e rigidez maior na segurança o circuito começou a ficar perigoso e reprimido por pilotos e organizadores,a partir dos anos 70 foram criados chicanes e ele foi reduzido para 8.5 KM,e as inclinações das curvas reduzidas,em,até 1994 foram disputadas provas lá,porém em 1996,foi demolido,mas hoje" continua" lá como uma "Autobahn",da Cidade de Berlim,suas curvas inclinadas não existem mais,suas retas hoje são ruas,e sua torre hoje é um motel.

                                                                     
Hitler investia na Mercedes para mostrar que a superioridade alemã também estava no automobilismo.

A primeira configuração tinha 19,5 Km
Em 1951 foi reduzida a 8,5
em 1989 para 4,8
em 1992 para 2,6

Durante muitos anos,Avus era a pista mais rápida do mundo,pois com uma reta tão grande,mesmo nos anos 30,os carros atingiam quase 300 km/h,além de ter uma curva de inclinação 43°,ou seja a maior do mundo,pois para ter uma ideia a inclinação de Indianópolis é 11° e de Daytona é de 31°,era muito inclinado e perigoso!
Construção da ''Suden Kurve''


visualmente vemos que os carros alemães tinham mais tecnologia

GP da Alemanha 1959:
Esta foi a única prova oficial do GP da Alemanha no mundial de Fórmula 1,já sendo disputado na pista de 8,5 KM e uma chicane, o Vencedor foi o inglês Tony Brooks com 2:21:15 horas de prova,seguido no pódio por Ruy  Salvadori e Mauricie Tritignant.A volta mais rápida foi de 2:05:900,marcada por Tony brooks.

Largada



Tempos Atuais:

Hoje as curvas de 43° de inclinação nos existem mais,o traçado é a "Auto-Bahn E51",via da cidade de Berlim,sua famosa torre de controle hoje é um Motel com temas de automobilismo,mas ainda há resquícios da ''Nord kurve",curva final do circuito,próximo à linha de chegada.

Motel Avus
Auto bahn E51



Bem,um dia ainda quero ir pessoalmente lá!





terça-feira, 26 de maio de 2015

A Evolução dos carros de Fórmula 1 (Parte 3 de 6):Anos 1970

Quase um mês depois volto com essa série que mostra como os carros de F1 mudaram através dos tempos,desta vez com os anos 70.


 
  Parte 1 e 2:  ANOS 1950    ANOS 60


Bem,agora no assunto principal,vamos lá:

Os anos 70 fizeram da Fórmula 1 uma categoria totalmente diferente do que era antes,desde o modo das corridas,pistas,tecnologias e é claro na aerodinâmica,que não seguia um ritmo de mudança padrão como hoje,então era muito comum ver carros com formatos  e motores(de diferenças como V12,V10 E V6 na mesma temporada) e no tamanho de Pneus,causando visuais estranhos as vezes,como já escrevi em: As maiores loucuras Aerodinâmicas e em OS F1 de 6 rodas.




                                                                        1970:

                                                                           


                                                                            1971:

                                                                                 


                                                                          1972:
                                                                               
                                                                             

1973:


1974:


1975:


1976:


1977:


1978:


1979:



Agora olhe o de 1970 e compare com o de 1979,para ver como os carros mudaram neste tempo!

Em breve os anos 1980.




 e é claro,as pinturas de marcas de cigarros também marcaram época. 




valeu!






segunda-feira, 25 de maio de 2015

Resumão do fim de semana #1-Indy e Mônaco.

Este último fim de semana foi muito especial pra o automobilismo,provas em quase todas as categorias e inclusive o GP de Mônaco e as 500 Milhas de Indianópolis,trago a todos um breve resumo de tudo isso agora:



                                                              Indy 500 2015:

                                                                            
O colombiano ex-F1 entre 2001 e 2006,voltou a vencer as 500 Milhas,sua última vitória foi em 2000,desta vez foi implacável em uma corrida de recuperação,largou em 15°,logo adotou uma estratégia diferente e então com um ritmo fortíssimo,chegou em Will Power e Dixon,logo Montoya entrou na eletrizante disputa e venceu merecidamente  a 99° Indy 500.

GP de Mônaco 2015:

A 6° etapa do mundial de Fórmula 1 2015 chegava em ao principado com Nico Rosberg vindo de uma vitória na Espanha,mas Lewis Hamilton não deixaria fácil para o alemão,logo cravou a poleposition no sábado e no domingo parecia ter uma vitória fácil,pois Rosberg não conseguia andar no seu ritmo,mas algo mudaria a história da corrida,pois Max Verstappen bateu na curva 1 (Saint Devote) e causou um Safety Car, a Mercedes então fez o erro de chama-lo aos Boxes,voltando atrás de Rosberg e Vettel,e depois não conseguindo mais passar os alemães e isso foi um erro grotesco da Mercedes: (Reportagem do incidente aqui).
Por fim a vitória caiu nos braços de Nico e Lewis ficou com cara de ''bunda'' no pódio.

GP de Mônaco GP2 

Na GP2,o Neozelandês  Riche Stanaway quebrou a invencibilidade de Stoffel Vandoorne,que ficou preso em 8°, o pódio foi completo por Raffaele Marciello e Sergio Sirotkin.

  
Entre outros:


O Brasileiro Bruno Bonifácio e o holandês Meindert Van Buuren bateram na Saint Devote na F- Renault 3.5,o acidente foi assustador de ver,mas os dois estão bem


No Berlin E-PRIX,apesar de lucas di Grassi ter cruzado em 1° e ir ao alto do pódio,o vencedor foi Jerome d'Ambrosio.Bem,a causa foi a desclassificação do brasileiro por falhas na asa,mas precisamente buracos,apesar disso,ambos motivos tem um tom contraditório.   


domingo, 24 de maio de 2015

Fazendo cagada em 3,2,1....

Saindo do tradicional vou falar hoje do GP de Mônaco de hoje,em especial do erro de Verstappen que tirou a corrida de Hamilton,ok,talvez não seja isso,mas contribuiu,Hamilton também não é o "coitadinho" da vez,pois depois mesmo com pneus novos,estava virando voltas pior que Vettel,ao invés de ataca-lo e Riccardo teve a chance de chegar,talvez por ser Mónaco e aquela coisa toda de circuito travado,mas ainda acho que não há motivos para Hamilton se preocupar,tem todo espaço nas próximas corridas para reverter isso,pois não querendo desmerecer o talento de Rosberg, mas,acho que Hamilton é mais piloto.
Por fim foi uma cagada tripla,pois:
1°:Se Verstappen não tivesse se auto obliterado,o SC não teria entrado e tudo estaria normal
2°:Qual a necessidade real para aquele Pit Stop,claro os pneus estavam gastos,mas com toda aquela vantagem que não pensaram que Rosberg e Vettel não chegaria,mesmo Hamilton virando 1 segundo mais lento.
3°:Hamilton quando viu a cagada,perdeu seu auto-controle,talvez isso deixou ele nervoso,e por isso não tenha passado Vettel,que por si,fez uma defesa impecável,

Bem,por isso Rosberg riu da vida,e Hamilton ficou com uma cara de velório no pódio.

sábado, 23 de maio de 2015

Os 3 melhores GP de Mônaco

O calendário da Fórmula 1 em 2015 chega em Mônaco,e já é a 72° que os carros correm nas ruas do principado,61 vezes no mundial de Fórmula 1,sendo disputado sem intervalos de temporada desde 1955,e com muitas histórias para contar.
 
     O primeiro vencedor foi Willam Grover-Williams,em 1929.Quando surgiu o Mundial de Fórmula 1 em 1950 e vencedor foi Juan Manuel Fangio,os maiores vencedores  do Grande prémio são: Grahm Hill,Stirling Moss,Michael Schumacher e Ayrton Senna,que por vez é o maior vencedor com 6 vitórias.

       Então agora cito os 3 melhores GP de Mónaco,claro isto sendo apenas minha opinião,deem suas opiniões também e lembre fatos do desse marcante GP de rua.



                                                            GP de Mônaco 1992:

                                                       

A temporada de 1992 até a 5° etapa estava sendo dominada por Nigel Mansell,a sua Williams sobrava,e o então campeão Ayrton Senna vinha sofrendo com os problemas de sua McLaren.
Na qualificação,Mansell fez a poleposition,com Ricardo Patrese na 2° posição,a Williams de novo na 1° fila.Na lardaga Mansell manteve a ponta,mas Senna logo passou Patrese e pulou para 2°,por muitas voltas,Nigel liderou sossegado,até que parou por estar com problemas nos pneus e no balanço do carro,após o Pit Stop,mais demorado que o normal,Senna passou à sua frente,com uma vantagem de 7 segundos,mas Mansell,com toda sua potencia apertou rapidamente e faltando 3 voltas do fim já estava colado em Senna,então começou a perseguir Senna loucamente,colocando o carro a todo tempo lado a lado,e Senna segurando a liderança com muito cuidado,até que conseguiu levar a liderança até a bandeirada e vencer,algo que parecia impossível sem a capacidade de Ayrton controlar o carro em Mônaco.



                                                                        GP de Mônaco 1996:

    

                                                                                    
                                          

Talvez esse GP não seja lembrado por grandes disputas e resultados expressivos dos grandes pilotos e equipes,mas pela falta disso,bem vou explicar:


           Este era o grid:

Com a pista molhada os pilotos largaram numa combinação entre chuva e seco nas ruas estreitas do principado, Hill tomou a ponta de Schumacher que bateu na 1° volta. Desse impressionante fato resultou que em menos de uma volta cinco pilotos saíssem da disputa por conta de acidentes. Logo após, Pedro Diniz e Ricardo Rosset também ficariam de fora,e Berger,4 voltas depois,com problemas de cambio também.Assim,após 10 voltas,12 carros estavam na pista ainda,Hill segurava a ponta com folga de 30 segundos e a corrida andava normal,até que na volta 40, do nada, seu motor explodiu.
      Após a saída de Hill,Jean Alesi tomou a ponta com folga,tudo parecia estar bem,até que na volta 60 ele foi obrigado a voltar aos Boxes pois sua suspensão quebrou. Logo após isso Luca Badoer,Jacques Villeneuve bateram e abandonaram, então sobrou 7 carros na pista faltando 5 voltas para o fim, mas durante uma disputa entre Mika Salo, Edie Irvine e Mika Hakkinen,os três ficaram engavetados e abandonaram, causando um fato inédito,apenas 4 carros na pista,e após tudo isso,o francês Olivier Panis assumiu a ponta e conduziu sua Ligier até a bandeirada junto com David Coulthard e Johnny Herbert no pódio,Heinz Harald Frentzen ficou em 4°,ou seja,o último.
 

                                 Panis comemorando a sua vitória com a bandeira francesa                                                              


         Resultados após a corrida:                                                                         
                                                                               

                                                                   GP de Mônaco 1984:

                                                                     

O GP de Mônaco de 1984 é lembrado por ser a primeira grande aparição de Ayrton Senna,pilotando uma Toleman muito inferior e brigando pela vitória.

este era o grid de Largada:            
                                                                         

A corrida começou com 45 minutos de atraso por causa de uma chuva torrencial que caia,quando foi dado a largada. Prost dominou sua liderança logo de início,pois 3 carros bateram na largada,depois entre a volta 11 a 15,Nigel Mansell liderou,depois disso,Prost recuperou a ponta pois Mansell bateu.
O que vinha acontecendo de impressionante era a ascensão de Ayrton Senna na prova,e então ele se aproximou rapidamente de Alain Prost,e embaixo de chuva forte fazia cada curva num ritmo muito mais rápido que o normal,até que na volta 30 já estava colado,numa condição horrível de pista,quase impossível de guiar para os outros pilotos,menos a Senna que colava em Prost alucinadamente,e de forma quase insegura. Por isso o diretor de prova e ex-piloto Jackiy Ickx,decretou o fim da prova,na volta 31,que apesar disso é muito contraditório,pois essa volta não foi contada como válida,então mesmo Senna passando Prost na linha de chegada,não foi dada a vitória para Ayrton.Alain Prost parou o carro logo após a bandeirada.

Prost estacionou seu carro logo após cruzar a linha,com Senna ao lado esquerdo.




sexta-feira, 22 de maio de 2015

Os 10 carros de Fórmula 1 mais bonitos.(Minha opinião)

Sei que isto vai trazer muita controvérsia e outras opiniões,mas escrevo a minha,se concordar,tudo bem,se não comente e coloque o que acha.Os 10 ''liveries" de F1 mais bonitos de todas as épocas,não listo em um TOP 10 é só uma lista de 10,infelizmente só cabem 10,vamos lá!:


                             
                                                                 Lotus 1986:
      
                                                                
                                 Lotus de 1986,pilotada por:Ayrton Senna e Johnny Dumfries

 
                                                                   Renault 2006:

          
                                                         

                                                     
                               O Renault 2006 foi pilotado por:Fernando Alonso e Giancarlo Fisichella



                                                                  Lotus 1967:

                                                         

                                                       
                                   O Lotus 1967 foi pilotado por:Jim Clark e Grahm Hill


           
                                                                  Lotus 1972:

                                                                               

                                         
                  O Lotus 1972 foi pilotado por:Emerson Fittipaldi,David Walker e Reine Wissel




                                                                 McLaren 1993:

                  
                                                                            



             O Mclaren 1993 foi pilotado por:Ayrton Senna,Marco Andretti e Mika Hakkinen


               
                                                               McLaren 2006:
     
                                                                            

O McLaren 2006 foi pilotado por: Kimi Raikkon,Juan Pablo Montoya e pedro de la Rosa

Ferrari 2008:


O Ferrari 2008 foi pilotado por:Felipe Massa e Kimi Raikonen


Ferrari 1970:


A Ferrari 1970 foi pilotada por:Jacky Ickx e Clay Regazzoni

Williams 1992:


O Williams 1992 foi pilotado por Nigel Mansell e Ricardo Patrese

     Williams 2014:

O Williams 2014 foi pilotado por:Felipe Massa e Valteri Bottas