terça-feira, 12 de janeiro de 2016

GP's que deveriam voltar (parte 2).

No último post listei quatro GP's que deveriam voltar ao calendário da F1. Hoje vou dar continuação à isso, com mais quatro GP's e pistas que deveriam voltar à categoria.



GP da Holanda, Zandvoort:




Localizado próximo ao litoral holandês, o circuito de Zandvoort tem 4.252 metros e recebe provas da DTM atualmente. Porém, o circuito já foi palco de corridas da F1 entre 1952 e 1955 e 1958 e 1985.
O maior vencedor desse GP foi Jim Clark (1963,1964,1965, 1967) e o último vencedor da prova foi Niki Lauda, em 1985.
A ponto de curiosidade: o nome Zandvoort significa areia (zand) à frente (voort), em holandês.

GP da Turquia, Istambul: 



Nem faz tanto tempo assim que o GP da Turquia saiu do calendário. Desde 2011 a prova não acontece. 
A 1° corrida em Istambul foi em 2005, o vencedor foi Kimi Raikkonen. Quem mais venceu a prova turca foi Felipe Massa (2006, 2007, 2008).  
Essa pista merecia um lugar no calendário, porque sempre foi um lugar de curvas desafiadoras e disputas intensas.

GP da Europa, Brands Hatch:



Sim, o GP da Europa está no calendário da F1, só que no Azerbaidjão, que é uma pista de rua na cidade de Baku e não tem comparação com uma pista como Brands Hatch.
Pista essa que fica próxima a região metropolitana de Londres e tem 3,915 metros só de curvas de alta e de média, um prato cheio para ultrapassagens!
A pista era sede do GP da Grã Bretanha até 1986, Silverstone e Brands Hatch revezaram entre anos pares (Brands Hatch) e anos ímpares (Silverstone). 
O GP da Europa mesmo só aconteceu em Brands Hatch nos anos de 1983 e 1985, mas seria muito legal ver uma corrida de F1 lá novamente, independentemente se fosse GP da Grã Bretanha ou GP da Europa. 

GP da França, Paul Ricard:


No último post já tinha sido citado que o GP da França deveria voltar, só que em Magny Cours. Porém como as duas pistas são boas, resolvi pôr uma em cada post.
Paul Ricard tem 3.813 metros e fica localizado no sul da França, foi palco do GP francês entre 1971 e 1990. 
O maior vencedor nesse circuito foi o francês Alain Prost que venceu lá quatro vezes.
O motivo pelo qual essa pista deveria estar na F1 é que além da França ser um país tradicional no automobilismo e as primeiras corridas de automóveis terem acontecido lá (fator já citado no outro post), o circuito de Paul Ricard é moderno, bem localizado e tem um conjunto de curvas incríveis.


Por fim:

Essa foi uma opinião pessoal, se você gostaria de ver outras pistas além dessas no calendário da F1, comente!
Quem sabe Bernie Ecclestone & cia leia esse texto e atenda nossos pedidos!







Clique aqui para:
 
Curtir-Nos no Facebook!

Ler outros textos do blog


Valeu!