quarta-feira, 21 de outubro de 2015

21 de Outubro, um dia histórico em diversas dimensões.

Hoje tem se comentado bastante o fato do dia 21 de Outubro de 2015 ser o dia em que o personagem Marty McFly veio para o futuro, no filme de Volta para o Futuro. Bem, este dia é lembrado também por quatro datas marcantes no mundo da velocidade, embarque nessa cápsula do tempo no post de hoje:

 



                                                             Kimi Raikkonen Campeão em 2007:


''O brasileiro Felipe Massa largou na pole-position, Lewis Hamilton em 2º, Kimi Räikkönen em 3º e Fernando Alonso em 4º. Massa era o único entre os quatro pilotos que não tinha chances de ser campeão da temporada. Na largada, Räikkönen assumiu a segunda posição e Fernando Alonso a terceira, Hamilton tentou manter-se na frente de Alonso mas errou e saiu da pista caindo para 8º, enquanto buscava a recuperação seu carro apresentou problemas no câmbio e ele foi parar na 18ª posição, a McLaren armou então uma estratégia de 3 paradas mas só conseguiu levar o seu piloto ao 7º lugar na prova. Pela combinação de resultados, Kimi Räikkönen seria campeão caso vencesse a prova, Fernando Alonso não alcançasse a 2ª posição e Lewis Hamilton ficasse ranqueado abaixo da 5ª colocação. Na última parada nos boxes dos pilotos da Ferrari, Felipe Massa perdeu a liderança para Kimi Räikkönen que manteve-se em primeiro até o final da prova, sagrando-se pela primeira vez campeão mundial de Fórmula 1 com um total de 110 pontos, Alonso terminou em 3º na corrida somou 109 pontos, mesmo número de pontos de Hamilton.''

BI campeonato de Senna em 1990:


O tão esperado duelo entre Senna e Prost não passou de oitocentos metros. Senna, ainda com o sentimento de injustiça cometido contra ele em 1989, e largando do lado sujo da pista, mesmo sendo pole position, jogou deliberadamente o seu carro contra a Ferrari de Prost na primeira curva, garantindo assim o bicampeonato. Tinha 78 pontos contra 67 do francês, faltando apenas disputar a corrida da Austrália.

Tri Campeonato de Lauda em 1984:


Para Niki Lauda era necessário um segundo lugar para garantir o título. Faltando 18 voltas para o final, Nigel Mansell abandonou e com isso o austríaco garantiu seu título. Como resultado, ele levou o título por apenas meio ponto do companheiro de equipe Alain Prost. Niki Lauda, assim vencera seu último campeonato, ​​sua carreira longa e marcante se aproximava do fim.

Dobradinha Piquet-Moreno em 1990:



Foi um dia de festa para os Brasileiros, desde o polêmico título de Senna e a dobradinha das Benetton de Nélson Piquet e Roberto Pupo Moreno. Senna largou na pole mas bateu com Prost na largada, com os outros abandonos, a dupla brasileira da Benetton festejou no pódio junto ao piloto japonês Aguri Suzuki.


  Clique aqui para: 
Curtir-Nos no Facebook!

Ler outros textos do blog



Valeu!