sexta-feira, 31 de julho de 2015

Memoráveis curvas #1, O drift de Mogyorod e as fortes freadas.

Hoje irei falar de uma curva que quase todo brasileiro lembra, quero ver você adivinhar. um dos circuitos mais travados da Fórmula 1 atual. Raramente proporciona uma boa corrida. Um dos casos raros em minha opinião foi o GP de 2014, quando Fernando Alonso e Daniel Riccardo travaram uma boa disputa, quando o australiano superou Alonso e tomou seu champanhe no lugar mais alto do pódio pela segunda vez na sua carreira, fato repetido em 2015 com a vitória de Vettel! Já adivinhou? Ainda não? Caramba, bem é o que vamos falar agora, vamos lá,está dada a largada para mais um post:

           


                                                                             
                                                                    Introdução:


Agora vou entregar o ouro, em 1986, houve uma das disputas mais lindas e clássicas da Fórmula 1, e foi entre dois brasileiros tricampeões, tenho certeza que agora você já sabe. Foi no circuito de Hungaroring, localizado na cidade de Mogyorod, a 19 km da capital da Hungria, em Budapeste. Não irei falar de todas as ultrapassagens que existiram, pretendo falar de ultrapassagens ou acidentes que eu mesmo vi, mas como já citei a de 1986 também irei comentar.

                                                                         


                                                                     

                                           Relembrando um passado não tão distante 
             
                                 
                                                                             

Eu particularmente prefiro falar sobre o incidente no começo do Q3 em 2014, onde que no começo da sessão ainda estava uma chuva fraca, e então as equipes resolveram tentar fazer uma volta rápido com pneus macios, antes que a chuva aumentasse só que antes de começarem a volta rápida a chuva aumentou de forma considerável, deixando a pista em um estado impossível de se dirigir com pneus de pista seca, e logo na primeira curva, Nico Rosberg quase bateu e logo atrás dele vinha o Kevin Magnussen, que não conseguiu se manter na pista, travou os pneus e instantaneamente virou passageiro, e foi uma batida forte, porem não houve ferimentos, após houve bandeira vermelha, e logo depois, o treino teve seu reinicio. Mas só pra complementar, quase todos os pilotos escaparam na curva, porém o acidente os deixou mais alerta.



A ultrapassagem 90° com drift





Nelson Piquet na Williams, Ayrton Senna na Lotus, um privilégio a parte para os brasileiros, por contarem cm dois GIGANTES do automobilismo, em grandes equipes. Mas apesar de compatriotas, os dois alimentavam uma rivalidade forte, que até hoje gera discussões e divide os fãs brasileiros. Rivalidade que recebeu um de seus mais clássicos capítulos em 1986 em Hungaroring, primeiro GP do circuito na F1, que teve como pole o jovem Ayrton Senna, e completando a primeira fila Nelson Piquet.
A “hora H” foi na volta 56. Tentou por dentro não deu certo, mas Piquet não desistiu e tentou o quase impossível, foi por fora, beliscou a grama, e freou tarde, mas tarde demais, o carro derrapou, o que seria um acidente evidente para um piloto qualquer, virou uma linda ultrapassagem, ele segurou no braço, como se estivesse pilotando um kart, ultrapassou com o carro praticamente de lado, dando chance nenhuma para Senna, e assim se encaminhou para sua 16ª vitória de 23 que obteve na Fórmula 1.

Confira o vídeo aí:


       
                                                                     


Tempos depois, em uma entrevista na TV, como sempre o irreverente Piquet disse que, mesmo durante uma das mais belas e difíceis ultrapassagens de sua carreia e da Fórmula 1, teve tempo para uma coisinha:

- Freei trinta, quarenta metros além do que precisava, vim com um carro escorregando nas quatro rodas e mandei um gesto bacana, mandei ele tomar no...

Coisas de Piquet...



                                            Escrito por: Arthur Monteiro Da Silva Cardoso (Tutu)          


 
Pessoal ta aí meu primeiro post no blog, onde sempre irei falar sobre curvas famosas na Fórmula 1, e se você se recorda de algum acidente ou ultrapassagem marcante, nesta ou em outras curvas, comente aí.





                                                                       Avisos:


  Neste sábado outro post que lembra Brasileiros, ''As 10 melhores vitórias brasileiras na Fórmula 1'', continuem ligados e até lá!


                                                         Curta-Nos no Facebook!


                                                       Leia outros textos do blog


                                                                        Valeu!
                                                 
                                                                               

terça-feira, 28 de julho de 2015

A graça da Fórmula 1 está nos olhos que quem a vê (parte 1)

Hoje não vou escrever sobre algo atual ou do passado da Fórmula 1, vou escrever sobre um sentimento que sinto por essa categoria há anos, mais precisamente desde 2007, ano em que comecei a ter encanto pelas corridas, dentro dessa minha trajetória relativamente curta acompanhando a F1, muitos capítulos já aconteceram, mas hoje não estou aqui para falar só de memórias, mas também de algo que percebo há muito tempo, vamos lá, está dada a largada para mais um post:


                                                                             



Por que a Fórmula 1 não consegue mais ser tão popular quanto era?

Desde em que competições automobilísticas surgiram na década de 1900, já era considerado algo caro e para poucos. No Brasil o Automobilismo chegou na década de 1930 com o GP da Gávea, no Rio de Janeiro, apesar que extra oficialmente já tivera ocorrido corridas na década de 1920, ao redor do mundo a explosão de popularidade foi na década de 1930, popularidade essa que foi interrompida pela 2° Guerra Mundial entre 1939 e 1945. Em 1950,com o surgimento da Fórmula 1 tudo começara do zero e assim foi tudo voltando aos trilhos com o passar das décadas, até chegarmos numa época crucial, os anos 1980, que no Brasil e no mundo foi o ápice da fama e popularidade da categoria, mas o que causava tanta emoção nas pessoas em verem Fórmula 1, os carros? Os pilotos? O que é não sabemos, coisas do psicológico. Outra coisa que sabemos é que nos últimos 10 anos, principalmente a partir de 2009, a categoria perdeu popularidade, os fãs e a categoria ficaram cada vez mais afastados  e o que já não era muito ficou menor, no Brasil então essa queda de popularidade caiu mais ainda, para ter-se uma ideia, a audiência de TV da Fórmula 1 no Brasil teve o ápice de popularidade em 1993, onde as corridas ocupavam de 60 à 70 porcento da audiência da TV brasileira nos horários de corrida, quase quanto o Futebol, hoje os números são totalmente diferentes, que mostram um público de 25 à 30 porcento na TV aberta, claro que hoje com opções de TV paga e Streamings, o público tende a cair mesmo, mas não é para tanto esses motivos, o maior motivo de todos é um nome que causava essa audiência, nada mais nada menos que Ayrton Senna, ele mesmo, é comum eu encontrar comentários na Internet dizendo coisas '' na época do Senna valia a pena acordar cedo aos domingos'', ou ''quando chovia já sabia que o Senna iria ganhar'', está explicado com poucas palavras o por quê disso tudo.




Hoje os fãs são um grupo seleto

Quando comecei gostar de Fórmula 1 não fui incentivado por alguém, tinha de 8 para 9 anos, minha 1° memória é de um GP do Canadá onde Lewis Hamilton venceu sua 1° corrida da carreira, vocês com mais de 30 que estão lendo podem até pensar que faz pouco tempo isso, mas foi a partir disso que comecei a gostar de F1 e creio eu fui um dos poucos de minha geração que tomou essa decisão, conheço poucos da minha idade que tem esse gosto, a maioria é via internet e reparo que a grande maioria dos fãs têm de 30 à 40 anos de idade, ou seja da época de ouro da Fórmula 1. Eu assim como todos aqui do blog, não somos dessa geração e só sabemos através da internet e relatos de terceiros também esses fatos como os que escrevo sempre aqui. Às vezes  quando falo que esse é meu gosto, muitos dizem, ''ah, eu até gostava, mas hoje não tem graça'', porém é só o gosto e o amor por algo que faz isso se tornar algo bom e que tenha graça.



O que mais encanta

Há um tempo atrás li uma frase de um fã de 75 anos da Fórmula 1 num site inglês, esse senhor cujo nome é Anthony Grogan disse:
 ''eu pude acompanhar a Fórmula 1 desde seu princípio em 1950, desde o começo me encanto com tudo nela, os grandes nomes das pistas, as grandes equipes, mas o que mais me encanta é a evolução e busca de sempre ser mais rápido e competitivo, desde a primeira vez em que vi uma corrida nunca mais parei de acompanhar e faço isso com o mesmo amor e alegria desde 1950 até hoje.''
Essa alegria em dizer expressa que quando alguém sente prazer em fazer ou acompanhar algo, não importa como e quando, é uma paixão e uma dedicação que já duram mais de seis décadas, não sei se eu vou conseguir o mesmo que Grogan, não sei o que vai ser do mundo quando tiver a idade dele, mas sempre que puder vou acompanhar com o mesmo vigor desse homem que para um fã de F1 é como ''o homem que nasceu há 10 mil anos atrás'', ele viu de tudo até hoje!



Uma longa história de depoimentos

Essa série de depoimentos e relatos sobre fãs de Fórmula 1 será postada em 3 partes, a 1° é a de hoje e ao longo de mês de Agosto postaremos as outras partes dessa série!


Continuem ligados!

Quinta-feira mais um post!

Enquanto isso:




Bem, dito tudo isso:

Valeu!

sexta-feira, 24 de julho de 2015

A McLaren tem chances de pontuar na Hungria?

Caramba, nunca alguém teve que escrever uma matéria com esse tema ou parecido, nunca a McLaren passou por uma fase tão ruim, chegando ao ponto de eu ter que perguntar se há chances de pontuar!
   Mas a equipe inglesa tem que se contentar com isso por enquanto e o circuito de Hungaroring é um dos circuitos que mais ajudam o carro de Woking, vou mostrar nesse post alguns fatores que podem levar a McLaren aos pontos, vamos lá, está dada a largada para mais um post:

                                                                           
       
Fatores:
                                                                        
Poucas retas: Desde a pré temporada o maior dos problemas do carro é a velocidade nas retas, em circuitos de longas retas como China e Bahrein o carro era de 15 à 20 Km/h mais lento que os demais, como contraponto, o MP4-30 tem tudo haver com o circuito de Mônaco, onde Button conseguiu um 8° lugar com um bom ritmo de ambos pilotos, porém Alonso teve a infelicidade de não completar a corrida com problemas de freio, já os pontos de Alonso no GP da Grã Bretanha são devido ao grande número de abandonos, o circuito de Silverstone não ajuda em nada o carro da McLaren, por isso digo que um circuito com muitas curvas de média baixa velocidade ajudam e muito esse carro que pode pontuar na Hungria.

Poder continuar o desenvolvimento do motor sem punições: No GP da Áustria a McLaren  sofreu com as penalizações de perder 25 posições no grid por causa da troca de motores, por isso foi permitido à eles o uso de mais motores, com a justificativa de que a Honda começou o desenvolvimento do seu motor só esse ano, isso já é uma grande notícia para o time inglês, cada vez desenvolver mais e acertar os erros do sistema, podemos ver que desde o GP do Canadá os abandonos não foram por causa de problemas na unidade motriz e sim por causa das batidas de Alonso na Áustria e Button na Inglaterra, por isso creio que não será o motor quem vai lhes atrapalhar.

Experiência e bom retrospecto de seus pilotos: Com 13 e 14 temporadas na Fórmula 1, Alonso e Button podem dizer que conhecem esse circuito como ninguém na categoria, ambos venceram suas primeiras corridas nesse circuito, Alonso em 2003 e Button em 2006, o piloto espanhol nunca mais vencera em Magyar Nagydíj, já Button sempre teve um retrospecto ótimo na Hungria com vários pódios e mais uma vitória em 2011, porém não será em 2015 que eles repetirão esses feitos, mas podem sim se dar bem, vejamos no Treino livre 2 dessa manhã Fernando Alonso foi 8° e Jenson Button 11°, isso mostra um certo progresso, além de contar com dois pilotos muito experientes que já lidaram com todo tipo de situação de campeonato e corrida, isso com certeza será um fator muito importante para essa corrida.



                                                                       

                           Presente ruim, mas um ótimo passado e um promissor futuro
                                                                   

        Nesse longo 2015 que está sendo para a McLaren, resta lembrar dos grandes feitos do time no passado e criar uma estrutura e um planejamento para o futuro para que anos perdidos dentro da pista não aconteçam mais.




Horários do fim de semana:






Voltamos segunda-feira com o GP da Hungria, bom fim de semana e boa corrida para todos!



Curta-nos no Facebook


Página inicial do Blog




                                                                               Valeu!
                     

quarta-feira, 22 de julho de 2015

2007 e 2008, anos de polêmicas na Fórmula 1.

Desde seu princípio, a Fórmula 1 teve momentos de interferências políticas e ordens de equipe, acontecimentos como esses mudaram a trajetória de pilotos equipes e temporadas, os dois maiores casos de problemas políticos foram o escândalo de espionagem da McLaren em 2007 e o ''singapore gate'', em 2008, casos que ainda causam muitas discussões e ainda não tem todas as respostas definidas, que tal lembrarmos esses casos, vamos lá, está dada a largada para mais um post:



                                                                     






                                              Spygate, a Espionagem da McLaren em 2007:


A temporada de Fórmula 1 em 2007 ficou marcada por um capítulo triste na história da gloriosa equipe McLaren. Foi um escândalo de espionagem envolvendo Nigel Stepney que era um mecânico da Ferrari que já em 2006 entregou um projeto confidencial com detalhes do carro ferrarista para Mike Coughlan, um desenhista do carro da Mclaren.
Já em 2007, Mike Coughlan e Nigel Stepney se ofereceram para trabalhar na Honda, onde levariam informações da McLaren e da Ferrari, a equipe japonesa confirmou o encontro com Nick Fry, porém negaram ter recebido informações confidenciais.
Tempo depois, Nigel Stepney foi interrogado depois que encontraram um pó branco no bolso de sua calça igual ao encontrado no tanque de gasolina da Ferrari.
Depois de um tempo Stepney foi demitido da Ferrari, dois dias depois, a Ferrari entra com uma ação contra Stepney no Tribunal de Módena. Ele promete entregar alguns ‘’episódios controversos’’ da Scuderia em seus 14 anos de Ferrari. Na McLaren Mike Coughlan também foi demitido.
Depois de alguns casos, consideram a McLaren culpada, porém ainda não a puniram, dias depois Max Mosley avisa que iria enviar a Corte de Apelações o caso de espionagem envolvendo McLaren e Ferrari.
Em setembro de 2007, a equipe não conseguiu escapar das punições, sofreu multa e toda pontuação da McLaren na temporada foi anulada, inclusive os pontos que ainda viriam.

                                                                 


                                                                       
para a McLaren, só restou beber água mesmo!




                                                 A polêmica do GP de Cingapura 2008:




         Felipe Massa largou em primeiro, Hamilton em segundo, Fernando Alonso em décimo quinto, Nelsinho Piquet em décimo sexto.
Corrida estava seguindo normalmente até que,  Nelsinho roda e bate no muro da curva 17, provocando a entrada do Safety Car.
Com a entrada do Safety Car, alguns pilotos entraram nos boxes, entre eles, Felipe Massa, que no reabastecimento de sua Ferrari, aconteceu que a mangueira do reabastecimento ficou presa no carro e para piorar, A Ferrari tinha liberado a saída de Massa, o que fez com que ele fosse até o final do pit lane e alguns mecânicos foram lá retiram a mangueira do carro.
Fernando Alonso venceu a corrida, Massa não pontuou, ao contrário de Lewis Hamilton que concluiu a corrida em terceiro, completando o pódio formado por Fernando Alonso e Nico Rosberg.
Meses depois, foi descoberto, que o acidente de Nelsinho foi proposital, para ajudar na corrida de seu companheiro de equipe Fernando Alonso que havia entrado nos boxes.

Talvez aquele acidente tenha tirado um título de Felipe Massa e feito com que Lewis Hamilton fosse pela primeira vez Campeão Mundial de Fórmula 1.
             Hoje a situação de Nelsinho Piquet é bem diferente, atual campeão da Fórmula E, com o trauma do escândalo já superado, e desde então, por ironia, Nelsinho tem mais títulos que Alonso!


O frustrante Pit stop de Massa
                                                             

A batida proposital



Texto escrito  por: João Victor Gonçalves

                                          Algumas mudanças para melhorar o blog:


        Nas últimas semanas, estive planejando algumas mudanças que já estão em vigor, anuncio parceria com o João Victor Gonçalves e o Arthur Monteiro Da Silva Cardoso, que vão escrever textos para o blog também e postar na nossa recém criada página no Facebook:

Curta-nos no Facebook: Clique aqui para curtir no Facebook!


   
                                                                 
                                                                   
        Essa semana acontece o GP da Hungria, e por isso nessa sexta-feira vamos postar os 3 melhores GP da Hungria e curiosidades, continuem ligados!


                                                   Leia outros posts do blog clicando aqui

                          
                                                                          Valeu!























terça-feira, 21 de julho de 2015

Um eterno adeus à Jules Bianchi

Nestes últimos 11 dias eu estive fora e por isso não escrevi mais nenhum post novo aqui no Blog, nesse entre tempo muitas coisas aconteceram, coisas que realmente eu poderia escrever, mas se hoje escrevo esse post é porque como todos estou dando um último adeus para jules Bianchi, não vou entrar em detalhes porque nesses últimos dias todos acompanharam toda história e os fatos que cercaram a morte do piloto francês de 25 anos, que na minha opinião morreu já desde seu acidente, sem chances de recuperação, é triste saber que ainda acontecem coisas como essa no automobilisnmo, eu como um jovem blogueiro não esperava ter que escrever sobre uma morte na Fórmula 1, fato que não acontecia há 21 anos, por fim fica essa tristeza entre nós de perder um jovem e promissor piloto, que isso nunca mais se repita!

                                                                           
 Como mensagem positiva, deixo-vos esse vídeo com uma grande mensagem de outro nome das pistas vitimado em um acidente, Ayrton Senna!

#Jb17parasempre



Valeu!

Amanhã um post curricular!

quinta-feira, 9 de julho de 2015

As 10 piores equipes da história da Fórmula 1.(minha opinião)

Muitas pessoas do ramo automobilístico já tentaram criar equipes de Fórmula 1, muitos tiveram sucesso absoluto como Frank Williams, Colin Chapman e Bruce Mclaren, mas numa quantidade bem maior há aqueles que falharam na hora de criar uma equipe, alguns foram tão ruins que fizeram história pelos feitos negativos, então hoje mostro-lhes as 10 piores equipes da história da Fórmula 1, talvez após ler isso, você vai discordar da algumas coisas que disse, mas lembre-se, isso é só minha opinião, se tiver outra comente, vamos lá, está dada a largada para mais um post:



                                                                           







                                                  10°: HRT(Hispania Racing team)
                                   
                                                                     

       Participou da Fórmula 1 entre 2010 e 2012, teve 58 GPs disputados e 56 largadas, não fez nenhum ponto.


                                               
                                                                9°: Super Aguri
                                                                   
                                                                           
                                                                         
Participou da Fórmula 1 entre 2006 e 2008, teve 39 GPs disputados,conquistou 4 pontos e faliu durante a temporada 2008.


                                                                      8°: Forti-Corse                                                                


   Participou da Fórmula em 1995 e 1996, teve 27 GPs e 23 largadas, não pontuou e faliu durante a temporada 1996.


7°:Spyker


Participou da temporada 2007, disputou 17 GPs, fez um ponto e faliu após o fim da temporada.


6°: ATS (alemã)


Participou da Fórmula 1 entre 1977 e 1984, teve 101 GPs disputados e 91 largadas, fez 7 pontos durante sua tragetória.


5°: Fondmetal


Participou da Fótmula 1 em 1992 e 1993, teve 29 GPs disputados e 18 largadas, fez nenhum ponto, faliu durante a temporada 1993.

4°: Modena 


Participou de 16 GPs, teve 6 largadas, não pontuou e saiu da F1 ao fim daquela mesma temporada. 


3°: Pacific


Participou da Fórmula 1 em 1994 e 1995, teve 33 GPs e 22 largadas, não marcou pontos e saiu da F1 ao fim de 1995.


2°: Andrea Moda


Participou da fórmula 1 em 1992, teve 12 corridas e 1 largada, faliu durante aquela mesma temporada.

1°: Lola-Mastercard


Participou da Fórmula 1 em 1997, teve 2 GPs e nenhuma largada, faliu logo após o GP Brasil 1997, segunda etapa daquela temporada.






Uma pausa:

De Hoje até o dia 21 de Julho, o blog não terá novas postagens, vou tirar uma folga e volto com tudo com um post dia 22, ou até mesmo dia 21, se der tempo, enquanto isso leiam as outras 44 postagens do Blog: Pagina inicial do blog, uma boa semana à todos e até lá!


Valeu! 









                         


                                                                            


quarta-feira, 8 de julho de 2015

Resultado da pesquisa com os Fãs de Fórmula 1 no Brasil.


Recentemente fiz uma pesquisa com perguntas sobre assuntos frequentes entre os fãs de Fórmula 1, coisas que são faladas mas ninguém sabe bem ao certo a razão, por isso resolvi fazer essa pesquisa, com o intuito de revelar entre nós o que pensa e qual é o perfil dos ''cabeças de gasolina'', foram 1459 participações na pesquisa, algum dos resultados me surpreenderam, outros confirmaram o que já era quase certeza, bem aqui está os resultados, comente também o que pensa sobre isso e de sua opinião, vamos lá está dada a largada para mais um post:




                                                                                           









 O Design de carros de que época é teu favorito?
Anos 2000 37%
Anos 90 25%
Anos 80 15%
2000-2014 10%
Anos 70 6%
Atuais 4%
Anos 60 2%
Anos 50 1%

O que mais chama atenção na F1?
As disputas 34%
Os carros 23%
A tecnologia 18%
Chances de título para vários pilotos 13%
Os pilotos 10%
Domínio de uma equipe 3%
Glamour 1%

Em uma escala de 1 a 10, qual a nota você dá para a Fórmula um atual?

Nota 6 33 %
Nota 7 30 %
Nota 8 11%
Nota 5 8%
Nota 4 6%
Nota 9 5 %
Nota 1 3%
Nota 10 3%
Nota 3 2%
Nota 2 1%

O que você acha do sistema de pontuação atual da Fórmula 1?

Bom 39%
Regular 23%
Ótimo 21%
Péssimo 11%
Ruim 6%

Entre os pilotos citados, qual na tua opinião é o melhor da história da Fórmula 1?

Ayrton Senna 33%
Michael Schumacher 27%
Juan Manuel Fangio 21%
Jim Clark 12 %
Nelson Piquet  11%
Niki Lauda 5%
Alain Prost 4%
Alberto Ascari  0%
Jack Brabham  0%

Dos pilotos atuais da Fórmula 1, qual o teu favorito?

Kimi Raikkonen 21%
Felipe Massa 20%
Lewis Hamilton 17%
Sebastian Vettel 13 %
Fernando Alonso 11%
Felipe Nasr 6%
Jenson Button 4%
Nico Hulkenberg 3%
Max verstappen 2 %
Valtteri Bottas 2 %
Soma dos outros 2 %

Você acha que a FOM ( Formula one Management) se importa com os fãs?

Pouco 33%
Quase nulo 26%
Não o bastante 19%
De maneira alguma 11%
Relativamente bem 6%
Sim, o suficiente 2 %
Sim, muito 0%


Quais desses circuitos você acha que deveria estar na Fórmula 1? (pergunta de múltipla escolha)

Ímola 23 %
Nurbungring 20%
Donington park 16%
Istanbul 11%
Estoril 9%
Brands Hatch 6%
Paul Ricard 4 %
Indianópolis 4%
Adelaide 3%
Fuji 1%

Outro( comente) Comentados: Hochenheim old,  Magny Cours, Sonoma Raceway, Elkhart Lake


Você é a favor da volta do reabastecimento?
Sim 51 %
Não 32 %
Ainda não sei 17%

Você é a favor de uma guerra de Pneus?

Sim 71 %
Não 26%
Ainda não sei 3%








                                                                    Agradecimentos:

                         
                                                                  



              Fiquei muito feliz com a participação de todos na pesquisa, que foi muito boa para conhecermos o perfil dos outros consumidores de Fórmula 1 no Brasil, o que pensam, o que são a favor ou contra, muito obrigado à todos que participaram!






                                                                    Valeu!