segunda-feira, 4 de maio de 2015

A evolução dos carros de Fórmula 1,parte 2 de 6(1960-1969)


Os anos 1960 foram importantes nas inovações tecnológicas e na mentalidade em geral,novos grupos de pensamentos e filosóficos surgiram,o mundo se agitava com a guerra fria e a guerra espacial,mas dentro das pistas estas evoluções foram evidentes com os avanços tecnológicos,esta é a parte 2 da evolução dos carros de Fórmula 1 (1960-1969),vamos lá:






                                 
     
                                  Em 1960 a Cooper continuou com o conceito de motor traseiro,enquanto algumas ainda usavam na dianteira,a direção e motor não eram muito diferentes dos últimos dois anos,mas foi o primeiro passo dessa evolução,que com os motores traseiros,deixava a frente livre e a mente aberta dos projetistas.



                                   

                                 

                                                 Em 1961 a Ferrari criou um conceito frontal,um bico "tubarão''(nada haver com o da Benneton de 1992 e 1993),que deixava a frente em formato de ponta triangular e era um dos primeiros traços aerodinâmicos realmente vistos,todos os carros ficaram mais baixos naquela temporada.







   
                                           
                                                 Em 1962 por sua vez,a frente do carro foi abaixada e as rodas dianteiras do carro já se elevavam de altura em relação a frente do carro,consequência de uma frente mais baixa e pontiaguda.







                                            Em 1963,para deixar o menor peso,e dragamento de ar possível,a proteção do motor foi tirada e o motor ficou exposto,clássico estilo anos 60,além disso,priorizando a velocidade nas curvas,os pneus traseiros foram alargados.





  
                                         Em 1964 os carros já estavam tão baixos que até as rodas traseiras já estavam mais altas que o carro,as rodas foram mais alargadas ainda e a frente ficou muito mais fina.


                





                                          em 1965 as ideias de carro baixo e pouco peso ficaram tão evidentes que os carros ficaram parecendo "charutos",os Cockpits também ficaram menores e a frente desta vez minuscula comparado a anos anteriores!


         


                                     
                                          Em 1966 surgiu os pneus largos que existem até hoje,o cockpit ficou mais afundado ainda e a frente alguns graus mais baixas que a traseira.








   
                                     
                                         Em 1967,nem todas as equipes aderiram os pneus mais largos,como no caso da Lotus,mas outra novidade tinham,os Pneus traseiros de larguras e tamanhos diferentes,o carro ficou minusculo de espaço comparado a anos anteriores.






               
Em 1968 surgira a maior inovação da História,as asas nos carros,claro que como tinham pouco conhecimento sobre,muitas equipes apensas fizeram "varais",como a Mclaren,a proposta era sugar o máximo de ar possível e amentar as velocidades finais,os Pneus foram totalmente alargados de vez,e as velocidades de curvas muito ampliadas.





Em 1969 toda aquela ideia de "varal" mudou,por isso surgiu as famosas e até hoje usadas"asas traseiras" e ''asas dianteiras",descobriram que a necessidade maior era sugar o ar que passava na altura do carro e na traseira,também,o Cockpit foi mais afundado e criado um "arredoma" para o piloto não pegar tanto vento.